Atchim!!! Coriza, a gripe dos gatos

A gripe não é uma doença exclusiva de humanos. Na verdade vários animais, incluindo cães e gatos, também a podem contrair. Nos cães, a doença é conhecida pela “tosse do canil” (já falámos dela aqui), enquanto que nos gatos é designada de coriza – ou vulgarmente “gripe dos gatos”.

A coriza é muito comum em gatos jovens não vacinados. Trata-se de uma infeção das vias respiratórias superiores, provocada por um ou mais agentes virais (Herpesvirus felino, Calicivirus, etc.) e, por vezes, acompanhada de infeções secundárias por agentes bacterianos (entre os quais Bordetella ou Chlamydophila felis).

A doença é altamente contagiosa e de fácil disseminação! A transmissão dos agentes que causam a doença e contaminam o ambiente faz-se principalmente através de secreções dos animais infectados – tosse e espirros, contacto direto entre gatos e pela partilha de comedouros e bebedouros ou outros objetos.

Gatos jovens e gatos não vacinados, são os mais susceptíveis a contrair a doença. À exceção de gatinhos bastante jovens, a doença raramente é fatal. No entanto pode ser algo complicada de resolver, uma vez que os sintomas se podem prolongar no tempo.

Os sinais são bastante semelhantes aos sinais de gripe nas pessoas. Inicia-se com uma febre transitória, perda de apetite e de atividade, aparecimento de espirros, corrimento e congestão nasal, tosse, olhos irritados e corrimento ocular. Por vezes também podem surgir úlceras na região oral, dificultando a ingestão de alimentos, e em casos sérios a cegueira pode ser uma consequência.

Geralmente a doença é auto-limitante e os sintomas começam a atenuar no espaço de uma semana, e com resolução ao fim de 2-3 semanas. No entanto, é possível que alguns gatos nunca recuperem totalmente da doença e apresentem um corrimento nasal persistente. Uma vez que não há uma cura para a gripe dos gatos, nestes casos será necessário manter uma medicação permanente para controlo dos sintomas.

É importante referir que é possível que os gatos se infetem e não manifestem sinais de doença durante 3 semanas. O que significa que é possível os gatos contraiam a doença de outros animais que aparentemente estão saudáveis.

Desta forma, a prevenção é sem dúvida a melhor opção do que o tratamento – e felizmente, é possível através da vacinação!

Sendo uma doença comum, o plano vacinal dos gatos inclui a proteção contra os agentes que causam esta gripe – evitando assim o desenvolvimento da doença e dos seus problemas. Contudo, é necessária a manutenção dos reforços vacinais para garantir a proteção dos animais.

Procure informar-se junto do seu médico-veterinário sobre a saúde e estado vacinal do seu gato, e conte com a Petable para o ajudar a manter tudo em dia. Assim terá uma patudo saudável e feliz!

Ines-9

Inês Viegas, DVM

app_googleapp_ios

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s