Sacos de pulgas

Pulgas e carraças….

Pois é, há uma série de parasitas que podem habitar o pelo ou a pele dos nossos patudos, pondo em risco a saúde deles, e em alguns casos também a nossa! O seu pequeno tamanho não deve ser desvalorizado, pois sejam ácaros, piolhos, pulgas ou carraças (carrapatos), estes parasitas podem causar sérios problemas que todos desejamos evitar.

A prevalência destes parasitas pode ser variável consoante a estação do ano, a região que habitamos e o estilo de vida dos nossos animais de estimação. No entanto, uma vez que as pulgas um são dos principais parasitas de pele em cães e em gatos, é quase certo que os nossos animais apresentem algum problema relacionado com pulgas a dado momento da sua vida.

As pulgas são pequenos insectos de cor acastanhada que se alimentam do sangue animais de sangue quente, como os nossos animais de estimação. Estes insectos têm uma grande capacidade de multiplicação e são bastante resistentes no meio ambiente (nomeadamente tapetes e áreas de descanso dos nossos patudos), o que justifica os cuidados a ter com a desparasitação regular dos nossos animais.

De uma forma simples, apenas as pulgas adultas vivem nos nossos animais (as formas jovens e imaturas habitam no ambiente). Ao alimentarem-se de sangue, as pulgas fêmeas conseguem colocar ovos que caem no solo e após algum tempo tem início o crescimento de novas pulgas, desde larvas (formas imaturas) até pulgas adultas.

Acontece que as pulgas fêmeas podem picar os nossos animais inúmeras vezes por dia e todos os dias podem colocar dezenas de ovos! Assim, por cada pulga que encontra no seu patudo, haverão tantas outras em crescimento no ambiente e à espera de saltar para o seu animal de estimação…ou para si.

O ciclo de vida das pulgas, desde ovos até adultos pode completar-se em 2 a 3 semanas mas as formas imaturas podem viver num estado de dormência por longos períodos de tempo (até um ano) antes de atingirem a sua maturidade e infestar o seu patudo! Geralmente, ambientes quentes são os locais ideais para o crescimento das pulgas, e uma vez adultas, estas podem viver durante 2 a 3 meses, mordendo e libertando ovos várias vezes por dia.

Para além de serem uma fonte de desconforto para os nossos animais, são também uma das principais causas de doenças de pele. A própria saliva das pulgas contém químicos que podem causar uma reação alérgica – a chamada dermatite alérgica à picada da pulga (DAPP).

Os animais que desenvolvem esta alergia sofrem de uma comichão (prurido) intensa, mordem, lambem ou esfregam-se com frequência, acabando por perder pelo nessas zonas e ficando a sua pele num tom avermelhado (resultante da inflamação dos tecidos da pele). O normal é que este problema persista após a picada da pulga, e por essa razão o tratamento consiste na desparasitação do seu animal e controlo da inflamação da pele.

Estas alergias à picada da pulga tendem a ser mais frequentes no verão, altura em que a população de pulgas é maior. Contudo, não é impossível que surjam durante todo o ano.

Além desta alergia, deve ser sempre considerada a possibilidade de uma grande carga parasitária poder causar problemas como anemias (distúrbio sanguíneo), principalmente em animais jovens.

Muitos donos abdicam de um controlo regular das pulgas por considerarem que o ambiente de casa não apresenta riscos…no entanto, há sempre o risco que o seu animal seja infetado pelo contato com outros animais ou durante os passeios na rua. E por isso, o melhor segredo para a saúde do seu patudo é a prevenção! Realizar um controlo de pulgas regular, nos nossos animais e no seu ambiente reduz significativamente a probabilidade de infeção e complicações futuras!

Deve salientar-se também, que as formas imaturas das pulgas podem conter formas imaturas de ténias (parasitas intestinais)! E na eventualidade do seu patudo ingerir pulgas, é possível que se infete também com ténias. Por esta razão (entre muitas outras), é provável que o seu médico-veterinário aconselhe também a realização de uma desparasitação interna.

Dada a resistência das pulgas e dos ovos no ambiente, é importante que mantenha um controlo regular no seu patudo e em sua casa durante todo o ano, mesmo que não veja estes pequenos monstrinhos.

Existem vários produtos para controlo de pulgas, deste comprimidos a pipetas, champôs ou pós que podem ser utilizados. No entanto, nem todos os produtos têm a mesma eficácia (e há mesmo produtos tóxicos) e por isso, o seu medico-veterinário poderá recomendar-lhe o produto mais aconselhado para o seu patudo e a sua situação atual. E o bónus, é que muitos dos produtos existentes acabam também por garantir proteção contra piolhos ou carraças, que podem veicular outros agentes capazes de transmitir doenças aos nossos companheiros.

Aconselhe-se com o seu medico-veterinário sobre que produto ou combinação de produtos pode utilizar para garantir a saúde do seu animal! E conte com a Petable para o lembrar de desparasitar o seu patudo a tempo e horas.

Ines-9

Inês Viegas, DVM

app_googleapp_ios

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s