Porque é que o meu cão come erva?

De certeza que já lhe aconteceu algumas vezes: sai de casa para um passeio com o seu melhor amigo de quatro patas, mas assim que possível ele tenta comer uns quantos punhados de ervas ou outras plantas.

Além de podermos achar estranho ver um animal que tipicamente pensamos ser carnívoro a ingerir ervas, muitas vezes ficamos preocupados porque após a ingestão o cão vomita o que comeu.

Será que este é um comportamento normal? Porque é que muitos cães parecem de facto gostar de comer erva? Será que lhes faz mal? Será que devemos evitar que o façam?

A verdade é que não há uma resposta universal a estas perguntas. Há várias possibilidades para os motivos por trás deste comportamento, e mesmo em relação ao perigo que possa eventualmente representar.

O importante será perceber porque é que o seu cão em particular tem este comportamento. Há motivos que não são preocupantes de todo, mas em alguns casos poderá justificar-se uma visita ao seu médico veterinário.

Um dos motivos pelo qual os cães ingerem ervas pode ser apenas por aborrecimento. Um cão que tenha acesso a um pequeno quintal ou jardim pode roer ervas por ter falta de brinquedos apropriados para roer. A solução neste caso será simples e passará por introduzir no ambiente do cão brinquedos apropriados para que ele possa roer em segurança.

É possível que alguns cães gostem simplesmente do sabor da erva, como se quisessem introduzir alguma variedade na sua alimentação. Na verdade os cães são “semi-carnívoros” (ao contrário dos gatos, que são carnívoros absolutos) e alguns cães podem procurar comer erva apenas para introduzir alguma variedade vegetal na sua dieta (durante muitos milhares de anos, ao longo da sua evolução e antes da sua domesticação, os cães eram oportunistas e comiam tudo o que encontravam, incluindo cadáveres de animais herbívoros, e portanto algumas linhagens evolutivas podem ainda continuar a sentir esta necessidade de alguma variedade vegetal na sua dieta, nomeadamente por necessidade de fibras de fácil digestão).

Se o seu cão recorrentemente tentar comer erva na rua, pode tentar juntar um pequena quantidade de legumes cozidos à sua dieta, para ver se isso resolve esse comportamento.

Na maior parte dos casos pensa-se que os patudos estejam a provocar o vómito deliberadamente para aliviar alguma sensação de mal estar que tenham, provocada por algum alimento, pela presença de algum agente microbiano (um vírus ou uma bactéria) ou até algum corpo estranho que possa estar alojado no trato digestivo do seu patudo.

Neste caso, o efeito da erva é quase mecânico, provocando o vómito devido à impressão que origina na garganta do cão. O mesmo tipo de raciocínio pode ser utilizado para casos em que o cão sinta a presença de gases no estômago.

Se este tipo de comportamento for verdadeiramente ocasional, não deverão existir motivos de preocupação. Embora possa ser desagradável e até preocupante ver o seu cão vomitar, caso o vómito não se prolongue e o estado geral dele se mantenha inalterado, não deverá ser um caso que justifique acompanhamento.

Contudo, se o seu animal estiver muito ansioso, quase “obcecado” por comer ervas, ou se o comportamento de vómito for muito agudo, apresentando o pescoço muito esticado para a frente e com deglutições (movimentos para engolir) em seco muito frequentes, está perante algum problema gastrointestinal que justifique a intervenção do seu médico veterinário.

O principal problema associado à ingestão de ervas será o perigo de ingestão de outras substâncias ou da ingestão de plantas tóxicas. A maioria dos fertilizantes, pesticidas e herbicidas são muito tóxicos para os nossos patudos. O mesmo se aplica a venenos para lesmas, caracóis e ratos, pelo que a ingestão de ervas em locais que não conhecemos bem acarreta este perigo adicional.

As consequências de ingestão deste tipo de produtos serão muito maiores do que o simples vómito.  Voltaremos a abordar o tema deste tipo de intoxicação noutro post da Petable, mas sempre que suspeitar que o seu patudo possa ter ingerido algum produto deste tipo dirija-se ao seu centro veterinário o mais rapidamente possível

Ines-9

Inês Viegas- DVM

app_googleapp_ios.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s